sábado, 18 de outubro de 2008

Contra ataque a melhor defesa.

Nação Palestrina.
.
Após inúmeras bobagens e reclamações ditas pelo Presidente do São Paulo Juvenal Juvêncio e pelo diretor de futebol do Grêmio André Krieger, o diretor do campeão do século entrou em cena para colocar as coisas no seu devido lugar.
.

Sobre as reclamações do Presidente dos bambis, que não gostou da indicação do árbitro Sálvio Espíndola, o diretor do verdão foi taxativo.
.

"Eles estão reclamando, mas não esquecem que foi o Sálvio Espíndola que validou o gol de mão do Adriano pela semi-final do paulistão deste ano."
.

E sobre a choradeira do diretor do Grêmio, Toninho Cecílio foi mais direto ainda.

"Estou cansado de escutar o André Krieger falar do Palmeiras. Não está havendo ética e está chegando no limite de ouvir toda hora um dirigente de um grande clube brasileiro apontando para os nossos jogadores".
.
"Tem que ter cuidado para falar do Palmeiras e mais ainda do STJD. Ele pode discordar, mas não colocar em dúvida a lisura e jamais achar que está havendo favorecimento para esse ou aquele clube".
.

O diretor do verdão falou tudo. Chega de palhaçada. Se os bambis de São Paulo e os bambis gauchos acham que vão ganhar o brasileirão falando esse monte de asneira, estão muito enganados.

.Saudações Palestrinas.

Nenhum comentário: